Entre várias ações, movimento desenvolve modelo pedagógico para trabalhar seus conteúdos e materiais

PLS1

Durante o VI Congresso Nacional de Responsabilidade Socioambiental, realizado em maio, em Londrina (PR), a Plataforma Liderança Sustentável (PLS) recebeu um importante reconhecimento na figura de Ricardo Voltolini: o idealizador do programa foi eleito Personalidade do Ano em Sustentabilidade pela Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTS). De acordo com os organizadores, o título considera os serviços prestados ao país pela iniciativa, que, há dois anos, tem inspirado e educado jovens líderes para a sustentabilidade.

Dentro dessa proposta, a mais recente ação da Plataforma foi um evento-piloto realizado em maio, na FGV, em São Paulo, no qual 20 integrantes de sua Rede de Educadores – que já conta com cerca de 200 professores de universidades e escolas de negócios – avaliaram a abordagem pedagógica do curso de formação de líderes sustentáveis, em desenvolvimento desde o começo do ano. “Convidar-nos para opinar sobre o programa já demonstra sua qualidade. Isso é sustentabilidade na prática”, elogiou Tiemi Yamashita, consultora educacional.

O movimento foi responsável, ainda, por um módulo sobre Liderança Sustentável na Pós-Graduação em Gestão Socioambiental para a Sustentabilidade, da Fundação Instituto de Administração (FIA), iniciado em abril. E mais: só em 2013, cerca de 700 gestores participaram dos encontros regionais da Plataforma, que, até o fim de maio, havia passado por Goiânia (GO), Joinville (SC) e Curitiba (PR), com paradas confirmadas ainda em Manaus (AM), em 18/06, Porto Alegre (RS), em 26/06, e Belém (PA), em 04/10.

Para levar a mensagem de liderança com valores à maior quantidade possível de pessoas, a iniciativa também marcou presença em eventos diversos, como o primeiro Sarau de Sustentabilidade, na FEA-USP, a Feira do Estudante do CIEE-2013, emSão Paulo, e o VIII Fórum Regional – Desenvolvimento Sustentável: Políticas de Responsabilidade Socioambiental, na Bahia. Somados, esses três eventos reuniram um público de cerca de 2.500 pessoas.

Estrutura e educação

Ao longo das viagens pelo Brasil, a Plataforma constatou uma demanda por material “extra”, que fosse além da inspiração possibilitada por um dia de palestras. Muitos participantes dos encontros regionais alegavam sair mobilizados pelas inúmeras ideias dos eventos, mas encontravam dificuldades para colocá-las em prática. O desafio lançado, assim, era o desenvolvimento de um modelo para trabalhar os conteúdos da iniciativa de forma mais estruturada e efetiva, em que os grandes temas relacionados à liderança sustentável fossem fundamentados por materiais específicos e exemplos práticos.

Assim, a base da matriz pedagógica do programa educacional da Plataforma, apóia-se em quatro grandes eixos – Inspirar, Saber, Conhecer e Conectar. O objetivo é desenvolver cinco habilidades: Viver os Valores; Ser Pessoalmente a Mudança; Escutar, Envolver e Dialogar; Inovar; e Praticar a Interdependência. Para desenvolver esse conteúdo, o programa propõe, em princípio, dois encontros presenciais para um curso básico de 10 horas.

Para o futuro, estuda-se a possibilidade de uma customização do programa para públicos e setores específicos, ou seja, abordagens direcionadas – sob demanda – a partir de uma estrutura já consistente. A ideia inicial, porém, é garantir aos jovens gestores o entendimento básico do conceito de líder sustentável, como age, pensa e em quais valores acredita. “Todos temos algum tipo de energia de liderança. Nosso objetivo é liberar essa energia para motivar a transformação”, diz Voltolini.

Energia que pôde ser constatada durante a aula na Pós-Graduação em Gestão Socioambiental para a Sustentabilidade, da FIA, onde a Plataforma integrou a disciplina A Crise Planetária e o Novo Ambiente de Negócios, panorama dos principais temas e desafios da atualidade. Com exemplos práticos de líderes empresariais protagonistas de mudanças sustentáveis, o movimento ofereceu contribuições além-teoria para os integrantes do curso. “Os alunos terão esse módulo como um diferencial na sua formação, já que o desejo da maioria deles é ser um líder nesse tema”, declarou Cristina Fedato, coordenadora pedagógica do programa da FIA.

Mensagem em movimento

PLS3

Goiânia foi a primeira cidade a receber um encontro regional da Plataforma Liderança Sustentável em 2013. No dia 27 de fevereiro, mais de 200 gestores reuniram-se para conhecer os insights de Andrea Alvares, presidente da Divisão Foods da PepsiCo Brasil e integrante da etapa educacional do movimento. Ivo Faria, diretor executivo daPontal Engenharia, empresa local, também palestrou.

A primeira mulher a assumir o comando de uma área de negócios da PepsiCo no país desafiou a plateia a agir com transparência e apresentou o conceito utilizado na sua companhia para envolver os gestores com o tema da sustentabilidade:Performance com Propósito, ou seja, gerar crescimento humano, ambiental e de talentos para construir um futuro mais saudável. Andrea também citou outra iniciativa focada em integrar o conceito ao dia a dia dos funcionários: “Criamos um cubo com questões sobre o tema – imprescindíveis a qualquer tomada de decisão – para ficar na mesa de cada um de nossos colaboradores”, contou.

Em Joinville, mais 260 líderes locais foram mobilizados pela palestra do presidente da Whirlpool Latin America, João Carlos Brega. “O evento foi maravilhoso! A cabeça ainda está a mil. Novos pensamentos, novas ideias e foco na sustentabilidade!”, garantiu Aurea Marlise, gestora de pessoas na Oxford Porcelanas Industrial LTDA.

Naquele 6 de março, o empresário ressaltou ao público a importância de  saber PLS4comunicar o conceito de sustentabilidade para um engajamento efetivo dos colaboradores e reafirmou ser necessária muita paciência no processo de mudança das companhias. “A ideia e a preocupação socioambiental não nascem do dia para a noite numa empresa. É uma questão de legado. Vem com o tempo: cultura, treinamento, aprendizado, dedicação e, acima de tudo, comprometimento”, ensinou Brega.

Depois, em Curitiba, no dia 12 de março, a Plataforma reuniu mais 160 líderes para conferir as histórias e dicas de Marise Barroso, presidente da Masisa, e Paulo Nigro, presidente da Tetra Pak. “Os relatos apaixonantes de como ambos incluíram a sustentabilidade no DNA das empresas que lideram foram muito inspiradores”, elogiou Adriana Maria Bigliardi, professora e consultora em Desenvolvimento Humano.

PLS5

Marise defendeu a importância de ferramentas práticas de gestão, como aSustainability Scorecard (SSC), que define metas estratégicas, para garantir a eficiência do triple bottom line nas empresas. Já Nigro focou a importância de se conhecer a fundo as cadeias de valor e de, se preciso, romper contratos com fornecedores que não estiverem alinhados com os princípios da sustentabilidade.

Outras iniciativas

Para potencializar a missão de conectar novos líderes com o tema da sustentabilidade, a Plataforma criou em seu portal o espaço Liderança Jovem, no qual oferece oportunidade para gestores ainda em início de carreira de publicar artigos, relatar experiências e compartilhar aprendizados. A rede – feita em parceria com a AIESEC, organização global formada por universitários e recém-graduados de mais de 100 países – visa aproximar a juventude do tema e dar voz a essa nova geração de lideranças.

Vale destacar também o novo produto educacional lançado pela Plataforma. Trata-se de um vídeo em formato reduzido (pouco mais de seis minutos), chamado Encontro com o Líder, mais intimista, captado e editado em linguagem cinematográfica. Com estética inusitada, a primeira edição traz o presidente da Tetra Pak, Paulo Nigro, e está disponível emwww.ideiasustentavel.com.br/lideres.

Fonte: Ideia Sustentável